7 Nós Editora

O Vampiro Passivo

10 EUR / Em stock

Título original: Le Vampire Passif
Autor: Ghérasim Luca | Posfácio: Luca, o poeta convulso, de Júlio do Carmo Gomes | Tradução: Manuel Tavares Teles | Capa: Maja Marek
1.ª Edição | Ano :  2014 | Nº de páginas:  112 | Tiragem: 1000 exemplares
ISBN: 978-989-8306-15-9

Publicada originalmente nas Éditions de l'Oubli em 1945 (Bucareste), "O Vampiro Passivo" é, por um lado, um eco do Primeiro Manifesto não-edipiano de Ghérasim Luca, hoje desaparecido, expressão reveladora de uma literatura revolucionária que persegue a “constelação espectral da superação humana”; e, por outro, traduz a busca fantasmática por Déline (o ente amado), no ténue limiar entre biografia e literatura, no limbo confessional do amor-ódio. A magia da prosa poética e a volúpia estilística – onde ressoa tanto a entrega magmática de Breton a Nadja quanto o voraz sussurro de Lautréamont – imprimem ao surreal fio narrativo uma tensão que entrelaça o leitor entre a sedução e a angústia.
Em suma, um texto refractário a classificações óbvias: o delírio como must surrealista mistura-se com a precisão científica e a dissecação de acontecimentos; a psicanálise como método literário é incapaz de superar a força imagética da psicose; a proposta do jogo de “Objectos Objectivamente Oferecidos”, variante da função simbólica dos objectos em Salvador Dalí, no prólogo da obra, infesta de erotismo a troca libidinal e mística entre jogadores-personagens e objectos, jogo inusitadamente ilustrado ao leitor com o registo fotográfico dos objectos oferecidos.