7 Nós Editora

VÓS, LUMINOSOS E ELEVADOS ANJOS

24 EUR / Em stock

Título original: You Bright And Risen Angels 
Autor: William T. Vollmann Tradução: Manuel João Neto
Revisão: Júlio do Carmo Gomes | Capa e Paginação: Micaela Amaral
1.ª Edição | Ano : 2014 | N.º de páginas:  672 | Tiragem: 1000 exemplares
ISBN: 978-989-8306-16-6


Sinopse:

Vós, Luminosos e Elevados Anjos, a primeira obra do escritor norte-americano William T. Vollmann (publicada originalmente em 1987), é um delirante ecartoonesco exercício de fantasia e imaginação que ficciona uma guerra entre as forças reaccionárias e autoritárias que controlam o mundo (comandadas pelos inventores e proprietários dos meios de produção de electricidade) e os insectos (aos quais se alia um grupo de guerrilheiros revolucionários liderados por Bug, o herói do livro). Neste livro, a mais recente dimensão da distopia capitalista na sua fase computacional, em geral ausente das monografias literárias, é analisada pelo autor de Europe Central eThe Atlas com controversa ferocidade e sarcasmo e sem ceder ao facilitismo das soluções imaginárias. Não há mapa de fuga nem exílio possível face à neo-mitologia do projecto capitalista que, à medida que promete a salvação com a pretensa infalibilidade da tecnificação, vai impondo a crença de que o humano enquanto instância antropológica e relacional falhou.
As montanhas imersas na névoa, a floresta cerrada, o paul, a central eléctrica e o seu sistema concentracionário, o laboratório de fotografia, a piscina em ruínas, de água acastanhada e com as fundações de ferro à mostra, são as miniaturas luminescentes do mundo por onde vagueiam os anjos quase-anónimos que são as personagens-marionetas desta história. Em subtexto desvela-se um mundo hipercodificado pela ficção e pela obsessão mitomaníaca que, no entanto, se mostra insusceptível de ser dominado em absoluto pelos artefactos culturais, simbólicos e significantes produzidos pelo humano – um espaço inanimado e inerte que apodrece sob o espectro da insidiosa invasão da vegetação selvática, hostil e resoluta que cresce nas suas entranhas.